Início

Com grandes nuances da música progressiva e notória influência da música brasileira, o guitarrista baiano Ricardo Primata vem conseguindo boas crítcias com o disco “Espelho da Alma”, composto por 12 faixas instrumentais.
 
“Espelho da Alma” marca o primeiro disco oficial do músico em carreira solo, já que o seu currículo conta com regitros em outras bandas, além do EP “Visões”. Para essa empreitada lançada em 2009 Primata trouxe convidados, usou e absusou de toques da música nacional, principalmente do Nordeste brasileiro. Tudo unido a rica melodia, criatividade e originalidade de quem estuda música desde os 11 anos de idade.

‘No coração da Selva’ da início no que se transformaria em uma grande viagem por composições de grande nível, que não se resumem a esse ou aquele estilo. A versatilidade de Ricardo Primata com as seis cordas traz durante todo o álbum faixas altamente melodiosas, com solos trabalhados, ora com riffs velozes ou dedilhados chamativos.

Na sentimental ‘Baião de Dois’, o retrato da música nacional guiada por vertentes do Nordeste. De riffs cativantes e notas velozes, a segunda faixa chama a atenção pelo ‘Swing’ característico da música tupiniquim e por certa dosagem de peso com arranjos com pedais duplos da bateria e riffs palhetados. Uma salada rica em elementos e apostas para uma boa canção, o que também acontece na faixa título ‘Espelho da Alma’.

Primata trouxe como convidado o guitarrista baiano Armandinho Macêdo, que contribuiu na regional ‘Repentes’, tocando guitarra baiana. A quarta canção trouxe vários elementos da música nordestina, como o Arcodeon comandado por Jelber Oliveira, além de Mariana Marin, que “mandou bem” com a percurssão e o repentista Bule-Bule que fez as vozes. Uma das faixas mais experimentais e completas do trabalho! Uma canção que deixou qualquer rótulo de lado e uniu estilos para contagiar e trazer bons momentos ao ouvinte, através de ricas melodias e variações ritmicas!

A pesada ‘Código Guepardo’ traz o lado mais furioso do músico baiano. Tudo porque Primata adota riffs certeiros, solos envolventes e efeitos com distorção! A faixa bem voltada para a Prog Metal assume um grande papel de destaque em todo o registro, pois tende a agradar boa parcela do público ‘metaleiro’! Após a trabalhada ‘Acidental-mente’, Primata aparece sozinho com sua guitarra em ‘Entrelaçado’. A sétima faixa mostra boa criatividade e muita melodia!

Daí para frente uma avalanche de virtuose, técnica, peso e melodia. O violão foi a bola da vez em ‘Reafinando Paisagens’, enquanto a sequência soou pesada e ao mesmo tempo técnica com ‘Vencedor’ e ‘Linha do tempo’. Para fechar surge a sentimetal ‘Visões’, aonde Primata aposta em solos carregados de emoção e em linhas bem encaixadas dos sintetizadores, comandandos por Joberson Macedo.

Mais de 1 hora de momentos que variam do peso a melodia! Ricardo Primata vem sendo considerado um dos grandes do país não é por acaso, afinal, “Espelho da Alma” se mostrou um disco e tanto para os amantes de uma boa música! Aumente o volume e aproveite a viagem proporcionada por um músico de qualidade ímpar e de grande destaque em território nacional!
 
Ricardo Primata – Espelho da Alma

No coração da Selva –
Baião a Dois –
Espelho da Alma –
Repentes –
Código Guepardo –
Acidental-mente –
Entrelaçado –
Quadro dos Sonhos –
Reafinando Paisagens –
Vencedor –
Linha do tempo –
Visões -
 

AGENDA - PRÓXIMOS SHOWS

Não há eventos programados!

Temos 450 visitantes e Nenhum membro online